Cláudia News

Fiscalização fecha as portas de loja que furou quarentena

Unidade das Lojas Americanas em Sinop é obrigada a fechar

divulgação

A equipe de fiscalização da prefeitura de Sinop fechou, na manhã dessa segunda-feira (23), a unidade das Lojas Americanas no município. O estabelecimento estava funcionando normalmente, desrespeitando o decreto municipal que estabelece a suspensão das atividades em todos os comércios que não trabalhem com bens de primeira necessidade: supermercados, farmácias e postos de combustível.

À frente da equipe de fiscais, o secretário de Finanças de Sinop, Astério Gomes, disse que a operação da Lojas Americanas viola o decreto, que estabeleceu uma quarentena de 15 dias afim de conter a propagação do Coronavírus. “Embora a empresa trabalhem com itens de higiene, essa não é a predominância da sua atividade e, portanto, precisa fechar as portas”, declarou.

Durante a ação, o secretário explicou a aplicação do decreto para o gerente da loja e da rede correspondente. Em acordo, os responsáveis aceitaram fechar as portas e suspender o atendimento, de forma ordeira.

A Lojas Americanas não foi multada. Apenas uma notificação foi expedida.

 

Fonte

Fonte: gc noticiais Jamerson Miléski
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Fiscalização fecha as portas de loja que furou quarentena

Fonte: gc noticiais Jamerson Miléski

A equipe de fiscalização da prefeitura de Sinop fechou, na manhã dessa segunda-feira (23), a unidade das Lojas Americanas no município. O estabelecimento estava funcionando normalmente, desrespeitando o decreto municipal que estabelece a suspensão das atividades em todos os comércios que não trabalhem com bens de primeira necessidade: supermercados, farmácias e postos de combustível.

À frente da equipe de fiscais, o secretário de Finanças de Sinop, Astério Gomes, disse que a operação da Lojas Americanas viola o decreto, que estabeleceu uma quarentena de 15 dias afim de conter a propagação do Coronavírus. “Embora a empresa trabalhem com itens de higiene, essa não é a predominância da sua atividade e, portanto, precisa fechar as portas”, declarou.

Durante a ação, o secretário explicou a aplicação do decreto para o gerente da loja e da rede correspondente. Em acordo, os responsáveis aceitaram fechar as portas e suspender o atendimento, de forma ordeira.

A Lojas Americanas não foi multada. Apenas uma notificação foi expedida.

 

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros