Cláudia News

Deputado de MT acusa globo de Fake News, mas registros da emissora são verdadeiros

Deputado de MT acusa globo de Fake News

divulgação

Uma parodia intitulada “Sitio do pica-pau com sequela” veiculada no programa Zorra Total da Rede Globo, irritou o deputado estadual, Xuxu Damolin (PSC), que usou as redes sociais para avisar que a TV Rede Globo usa fake News.

O deputado criticou os dados que o programa apresentou de que “290 agrotóxicos liberados só nos últimos sete meses no Brasil”. Porém, esses dados estão corretos.Conforme levantamento do Greenpeace, desde o início do Governo Jair Bolsonaro (PSL), 290 substâncias foram permitidas para uso, no controle de pragas que foram permitidas no território nacional.

Indignado com apresentação do vídeo que ilustra os agrotóxicos atacando plantas, frutas e prejudicando os animais e a saúde da população, ele disse que o programa tentou denegrir a imagem do setor que mais contribui com o País.

“Viram bem Brasil, a Rede Globo usando do humor para atacar o setor produtivo brasileiro. Devido a nossa qualidade, somos um dos grandes exportadores de alimentos para o mundo”.

Ainda descontente com o vídeo, o deputado questiona qual estudo foi realizado pela emissora para apontar que os dados estão corretos. “Baseados em quais estudos científicos a Globo produziu essa sátira? Quem está patrocinando esse desserviço para o Brasil? A quem interessa manipular a opinião pública? ” indaga.

Entretanto, os dados sobre os agrotóxicos e males causados são apresentados em várias entidades, e em sites que realizam os estudos sobre os produtos usados no campo. Entre essas ornganizações, está o Greepance que é uma organização que atua internacionalmente em questões relacionadas à preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Também é necessário destacar que existem outros 560 agrotóxicos que aguardam registro. Considerando esses sete primeiros meses, 2019 já é o ano com maior volume de agrotóxicos liberados. Até então, 2018 era o detentor da marca, com 229 produtos permitidos de janeiro a 22 de julho.

Fonte

vgnoticias
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Deputado de MT acusa globo de Fake News, mas registros da emissora são verdadeiros

vgnoticias

Uma parodia intitulada “Sitio do pica-pau com sequela” veiculada no programa Zorra Total da Rede Globo, irritou o deputado estadual, Xuxu Damolin (PSC), que usou as redes sociais para avisar que a TV Rede Globo usa fake News.

O deputado criticou os dados que o programa apresentou de que “290 agrotóxicos liberados só nos últimos sete meses no Brasil”. Porém, esses dados estão corretos.Conforme levantamento do Greenpeace, desde o início do Governo Jair Bolsonaro (PSL), 290 substâncias foram permitidas para uso, no controle de pragas que foram permitidas no território nacional.

Indignado com apresentação do vídeo que ilustra os agrotóxicos atacando plantas, frutas e prejudicando os animais e a saúde da população, ele disse que o programa tentou denegrir a imagem do setor que mais contribui com o País.

“Viram bem Brasil, a Rede Globo usando do humor para atacar o setor produtivo brasileiro. Devido a nossa qualidade, somos um dos grandes exportadores de alimentos para o mundo”.

Ainda descontente com o vídeo, o deputado questiona qual estudo foi realizado pela emissora para apontar que os dados estão corretos. “Baseados em quais estudos científicos a Globo produziu essa sátira? Quem está patrocinando esse desserviço para o Brasil? A quem interessa manipular a opinião pública? ” indaga.

Entretanto, os dados sobre os agrotóxicos e males causados são apresentados em várias entidades, e em sites que realizam os estudos sobre os produtos usados no campo. Entre essas ornganizações, está o Greepance que é uma organização que atua internacionalmente em questões relacionadas à preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Também é necessário destacar que existem outros 560 agrotóxicos que aguardam registro. Considerando esses sete primeiros meses, 2019 já é o ano com maior volume de agrotóxicos liberados. Até então, 2018 era o detentor da marca, com 229 produtos permitidos de janeiro a 22 de julho.