Cláudia News

Após assassinato de dono, cão fica ao lado do corpo até a chegada da polícia

Cão fica ao lado do corpo até a chegada da polícia

divulgação

A cena emocionante que chamou a atenção da pequena comunidade de Três Fronteiras (Guatá), localizado a 360 km da cidade de Colniza, no noroeste de Mato Grosso, foi de um cão, identificado como Thor que desolado ficou ao lado do corpo do seu dono que foi morto com um tiro na cabeça.

O homicídio foi registrado na terça-feira, dia 13, e devido a distância e as dificuldades para as equipes chegarem no local do crime houve uma demora para a liberação do corpo da vítima que é feito somente após a realização do exame de local de crime. Thor permaneceu por todo o tempo ao lado do corpo de seu dono até a chegada da polícia judiciária civil de Colniza e da perícia oficial e identificação técnica (POLITEC) da cidade de Juína.

A cena natural e instintiva do animal chamou a atenção dos moradores da comunidade, onde uma senhora que reside nas proximidades forneceu água e ração para o cachorro até chegada da polícia.

“Esse cachorro é do homem morto, ele não saiu de perto em nenhum momento” – relatou a moradora.

Um vídeo gravado no local mostra o corpo do homem com marcas de sangue na cabeça.

A vítima desse homicídio foi identificada como Adilson Caraneato, de 45 anos.

A polícia civil de Colniza vai investigar o crime.

Fonte

juina news
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Após assassinato de dono, cão fica ao lado do corpo até a chegada da polícia

juina news

A cena emocionante que chamou a atenção da pequena comunidade de Três Fronteiras (Guatá), localizado a 360 km da cidade de Colniza, no noroeste de Mato Grosso, foi de um cão, identificado como Thor que desolado ficou ao lado do corpo do seu dono que foi morto com um tiro na cabeça.

O homicídio foi registrado na terça-feira, dia 13, e devido a distância e as dificuldades para as equipes chegarem no local do crime houve uma demora para a liberação do corpo da vítima que é feito somente após a realização do exame de local de crime. Thor permaneceu por todo o tempo ao lado do corpo de seu dono até a chegada da polícia judiciária civil de Colniza e da perícia oficial e identificação técnica (POLITEC) da cidade de Juína.

A cena natural e instintiva do animal chamou a atenção dos moradores da comunidade, onde uma senhora que reside nas proximidades forneceu água e ração para o cachorro até chegada da polícia.

“Esse cachorro é do homem morto, ele não saiu de perto em nenhum momento” – relatou a moradora.

Um vídeo gravado no local mostra o corpo do homem com marcas de sangue na cabeça.

A vítima desse homicídio foi identificada como Adilson Caraneato, de 45 anos.

A polícia civil de Colniza vai investigar o crime.

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros